Copy
Newsletter 2017 #27                                             https://observatorio-das-desigualdades.com/
View this email in your browser

Aconteceu no OD


No dia 21 de fevereiro de 2017, realizou-se o colóquio intitulado: “DESIGUALDADES E PRECARIEDADE: dos diagnósticos às políticas com futuro”. No debate sobre o tema participaram diversos convidados e foram apresentados resultados de investigações da equipa do Observatório das Desigualdades. O primeiro painel, dedicado aos diagnósticos, foi moderado pelo Professor António Firmino da Costa e composto por: Nuno Nunes (CIES-IUL), Ana Rita Matias (CIES-IUL), Rosário Mauritti (CIES-IUL), Dora Fonseca (CES-UC).
"Desigualdades Sociais e Precariedade na Europa" por Nuno Nunes (CIES/ISCTE-IUL)
"Precariedade como um modo de vida" por Ana Rita Matias
"Precariedade como um modo de vida" por Ana Rita Matias (CIES/ISCTE-IUL).
"Precariedade, Sindicalismo e Movimentos Sociais", por  Dora Fonseca
"Precariedade, Sindicalismo e Movimentos Sociais", por Dora Fonseca (CES-UC)
"Vulnerabilidade e Risco no SCTN" por Rosário Mauritti
"Vulnerabilidade e Risco no SCTN" por Rosário Mauritti (CIES/ISCTE-IUL)
Canal OD no YouTube

Notícias


Relatório OXFAM: uma economia para os 99%

No relatório recente publicado em Janeiro último pela OXFAM sobre a situação atual das desigualdades no mundo, conclui-se que: “novas estimativas indicam que o património de apenas oito homens é igual ao de metade mais pobre do mundo”.

The Portuguese Journal of Social Science: dossier “Spaces of Inequality”

Foi publicado pelo The Portuguese Journal of Social Science o dossier intitulado “Spaces of Inequality”, editado por Renato Miguel do Carmo. Os artigos estão disponíveis e podem ser consultados na B-on. 

Consulte aqui

Notícia Expresso: “A precariedade vai moendo”: jovens adiam sonhos de terem uma vida digna»

Desapontados, desmotivados e angustiados. Passam por vários empregos e aquilo que era suposto ser uma condição temporária torna-se permanente. Adiam sonhos, decisões e compromissos. Comprar uma casa ou ter filhos fica para mais tarde. A incerteza é a única certeza. Os “millennials”, que já tantas vezes foram definidos como a geração melhor preparada, “correm o risco, se nada mudar, de ser também a mais desperdiçada de sempre”

“As dualidades que alimentam o motor da desigualdade” por Renato Miguel do Carmo

A composição assimétrica da estrutura salarial das empresas representa um dos motores mais determinantes para a persistência e o aumento da desigualdade social. Ler notícia aqui. 


Indicadores


Utilização de internet: em Portugal mais de metade da população teve acesso à internet em 2016

O desenvolvimento humano (IDH) em 2015 no mundo e em Portugal

Em Portugal, as mulheres ganham, em média, cerca de menos 18% que os homens


Consulte aqui mais indicadores

Observatório das Desigualdades nas redes socais:

Copyright © 2017 Observatório das Desigualdades, All rights reserved.
https://observatorio-das-desigualdades.com/newsletters/ 

Our mailing address is:
observatorio-das-desigualdades.cies@iscte.pt

Want to change how you receive these emails?
You can update your preferences or unsubscribe from this list
 






This email was sent to artmatias@gmail.com
why did I get this?    unsubscribe from this list    update subscription preferences
ISCTE-IUL · Rua das Forças Armadas 26A · Lisboa 2670-012 · Portugal

Email Marketing Powered by Mailchimp